sábado, 30 de julho de 2011

this day is not today

Coração é algo pra deixar as pessoas fortes... ele não para de bater, mesmo quando isso é tudo que você mais deseja.. Ele te obriga a seguir, mesmo sem ter por que seguir.. e em algum momento ele para de doer, e como num passe de magica voce está novo.




//Olivroquenaotinhanome

sexta-feira, 29 de julho de 2011


O tempo do agora nos pertence.. o tempo de ontem nao mais, e o futuro nunca pertencerá.. é no agora que vivemos e é por este momento que devemos viver.

//olivroquenaotinhanome

quarta-feira, 20 de julho de 2011


Estamos todos caminhando numa estrada onde não se vê o fim
Ela pode ser curta como um instante
Ou ser eterna como a própria eternidade.
Ela pode ser pura realidade ilustrada
Realidade emprestada ou somente um pedaço do quase nada do que restar.

Nessa estrada existe um sentimento que só vive se o ingrato ciúme deixar
Uma bolha de sabão lançada do meio do infinito
Chocando-se com o louvor de todos os sentimentos
Um coração batendo é um mal preciso para o equilíbrio do universo.
Uma ordem e desordem confusa, uma indiferença vinda das sombras difusa das palavras
Uma confusão eterna.
A verdade sem sentido de quem mente.
Um clarão vindo das dolorosas sobras de um coração que semeia amor
Labaredas vindas do sopro de um dragão
Um feito desfeito de luz
A dor que semeia paz.
O sangue que corre sem dó
O silencio que respira sem esperanças e reduz o tudo ao nada numa lembrança quebrada e sem piedade.
Um suspiro de saudade eclode quebrando todas as vidraças
reduzindo friamente e sem piedade o que antes relutava para ser uma brisa quente e suave
Num distúrbio quase demente dos que insistem em jurar para sempre reside uma lembrança friamente gravada como um aço penetrante na alma.
Um amor jurado e gravado para sempre.


//Olivroquenaotinhanome

terça-feira, 19 de julho de 2011

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Uma alma quebrada
tentando fugir
não quer mais ser inteira,
não quer mais se unir.

Uma alma que agora
são uma e meia.
Meia que era antes uma
e uma que agora são duas meias.

Um único coração
e uma única certeza,
lutarão até a morte
para se tornarem inteiras.

Mas que coisa besta,
que loucura insã,
se se unirem novamente
para sempre viverão,
com amor e com a ternura
de um mesmo coração.

//Olivroquenaotinhanome

domingo, 17 de julho de 2011


Toda esperança tem o poder de levantar ou destruir um homem.

//Olivroquenaotinhanome


É no silencio onde todas as palavras se escondem, onde tudo começa, onde nascem os sentimentos e onde morremos em primeira instância.

//Olivroquenaotinhanome

segunda-feira, 4 de julho de 2011





Seria fraqueza se desistisse e loucura se continuasse.. Já dizia o poeta: É melhor ser louco que ser fraco.


//Olivroquenaotinhanome